Conheça a melatonina, um hormônio regulador do sono

Sonhando com uma noite de sono profundo e reparador?

A melatonina é um hormônio produzido pelo nosso organismo, mais precisamente na glândula pineal, que fica no nosso cérebro. Mas alguns fatores podem causar a redução da produção natural deste hormônio no nosso corpo, tais como: ansiedade, estresse, falta de nutrientes e, também, a chegada da idade.
A melatonina apresenta caráter anfifílico, ou seja, tem a capacidade de promover a interação em diferentes meios, e assim atravessa facilmente as barreiras celulares, onde exerce, dentre outros papeis, a de antioxidante. Sua principal função é regular o metabolismo e os ritmos biológicos do organismo, atuando no ciclo vigília-sono, no sistema imunológico, cardiovascular (pressão arterial), estado de humor, balanço energético e no controle das atividades sexuais e de reprodução.

Melatonina e distúrbios do sono

Estudos clínicos mostraram que a administração da melatonina por via oral, pode induzir a latência, a qualidade e o tempo total de sono, promovendo o efeito padrão de sono semelhante ao fisiológico e sem a ocorrência de efeitos colaterais.
A melatonina pode também ser utilizada como tratamento em condições de distúrbios de sono por Jet Lag (fuso horário) por aquelas pessoas que viajam com frequência, o que pode acarretar alterações no ritmo cardíaco.

Melatonina e pele

A melatonina pode auxiliar a deixar pele e cabelos mais bonitos e saudáveis.
Por a pele expressar enzimas específicas para a biossíntese de melatonina e seus receptores, este ativo esta envolvido em uma série de funções que envolvem a proliferação celular. Além da ação antioxidante, ela reforça a capacidade de regeneração da pele, o uso tópico também pode proteger de danos causados pela radiação UV e à exposição solar. Também há estudos eu abordam benefícios da melatonina para a cicatrização, aumentando a velocidade do reparo e a qualidade tecidual.

Melatonina e a saúde reprodutiva feminina

Estudam apontam benefícios da melatonina em relação a regulação da função reprodutiva, uma vez que a concentração de melatonina no líquido folicular (líquido que envolve o óvulo) é maior do que na circulação sanguínea, presumindo-se assim sua participação no período ovulatório. A melatonina melhora a função ovariana ao promover a maturação e viabilidade do oócito, bem como favorecem a formação dos hormônios ovarianos que, por sua vez, participarão do desenvolvimento endometrial.
Pode também, se apresentar como um tratamento efetivo para diferentes condições associadas ao sistema reprodutivo, especialmente feminino, como no aborto espontâneo, Síndrome dos Ovários Policísticos e endometriose.      

 A melatonina é um hormônio com inúmeros benefícios para a saúde. Procure o seu médico especialista e vem manipular sua receita com a gente!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *