Tudo o que você precisa saber sobre fitoterápicos

Desde os mais remotos tempos procuramos a cura para as enfermidades humanas. Ao longo de nossa história, o universo vegetal, à disposição de todos, representado pelas mais diversas espécies de plantas, folhas, raízes, sementes, flores, frutos ou caules, por exemplo, constituíram as principais fontes de onde se extraíram as matérias primas para os mais diversos experimentos, na busca do alívio e/ou cura da dor.

O medicamento obtido exclusivamente de matérias-primas vegetais é um fitoterápico. Ele pode ser simples (quando é proveniente de uma planta) ou composto (de mais de uma planta). Assim como os medicamentos sintéticos, cujas substâncias são produzidas em laboratório, os fitoterápicos também passam por processos farmacêuticos industriais de produção e seguem rigorosos controles de qualidade.

É importante destacar também que medicamentos fitoterápicos devem ser adquiridos somente em farmácias autorizadas pela Vigilância Sanitária.

Fitoterápicos podem ter efeitos colaterais?

SIM. Como todo medicamento, os fitoterápicos também podem apresentar efeitos colaterais.

Pode ocorrer interação medicamentosa com produtos fitoterápicos e medicamentos sintéticos?

SIM. Fitoterápicos são medicamentos. Por isso, é importante alertar seu médico sobre todos os medicamentos em uso. Um produto pode interferir e/ou interagir com outro comprometendo a eficácia de ambos.

*Ao utilizar um medicamento fitoterápico, lembre-se de olhar as datas de validade, bem como as orientações de uso. É importante informar o médico da ocorrência de qualquer sintoma desagradável.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *